(+351) 932 459 933

info@maisonnatural.pt

Logo Maison Natural

Cart

Hipericão Kneip (Erva-de-São-João) – 70g

Hipericão Kneip (Erva-de-São-João) – 70g

1.49

O Hipericão kneip é uma plana medicinal, também conhecida como Erva-de-são-joão, Milfurada, Ibitipoca ou Hipérico-verdadeiro muito utilizada como remédio caseiro para combater a depressão, eliminar as lombrigas, aliviar problemas respiratórios.

A erva de São João é usada como um tratamento para a doença mental e distúrbios emocionais, como depressão, stress e ansiedade, bronquite, asma, problemas na vesícula, diarreia, hemorroidas e reumatismo. Também poderá atuar como um sedativo para pessoas que sofrem de insônia.

Compare
Categorias: ,

Partilhe este produto

A erva-de-são-joão é utilizada principalmente para ajudar no tratamento médico dos sintomas de depressão, assim como para tratar ansiedade e transtornos de humor. Isso acontece porque a planta contém substâncias, como a hipericina e a hiperforina, que atuam a nível do sistema nervoso central, acalmando a mente e restaurando o funcionamento normal do cérebro. Por esse motivo, o efeito desta planta é muitas vezes comparado com alguns antidepressivos de farmácia.

Além disso, a erva-de-são-joão também pode ser usada externamente, na forma de compressa úmida, para ajudar no tratamento de:

  • Queimaduras leves e queimaduras solares;
  • Hematomas;
  • Feridas fechadas em processo de cicatrização;
  • Síndrome da boca ardente;
  • Dor muscular;
  • Psoríase;
  • Reumatismo.

A erva-de-são-joão também pode ajudar a diminuir os sintomas do déficit de atenção, síndrome da fadiga crônica, síndrome do intestino irritável e TPM. É ainda usada popularmente para melhorar hemorroidas, enxaquecas, herpes genital e cansaço.

Possíveis efeitos colaterais

A erva-de-são-joão geralmente é bem tolerada, porém, em alguns casos, podem surgir alguns sintomas gastrointestinais, como dor de estômago, reações alérgicas, agitação ou aumento da sensibilidade da pele à luz solar.

Quem não deve usar

A erva-de-são-joão está contraindicada para pessoas com sensibilidade à planta, assim como para pessoas com episódios de depressão grave.

Além disso, esta planta também não deve ser utilizada por grávidas, mulheres a amamentar ou mulheres que estejam utilizando anticoncepcionais orais, já que pode alterar a eficácia do comprimido. Crianças com menos de 12 anos também só devem consumir a erva-de-são-joão com orientação de um médico.

Os extratos feitos com a erva-de-são-joão podem interagir com alguns medicamentos, especialmente ciclosporina, tacrolimo, amprenavir, indinavir e outros medicamentos inibidores da protease, assim como com o irinotecano ou a varfarina. A planta também deve ser evitada por pessoas que fazem uso d buspirona, triptanos ou benzodiazepinas, metadona, amitriptilina, digoxina, finasterida, fexofenadina, finasterida e sinvastatina.

Os antidepressivos inibidores de recaptação de serotonina, como sertralina, paroxetina ou nefazodona também não devem ser usados em conjunto com a erva-de-são-joão.